• Sobre
  • Currículo
Ronald Duarte

Sem equívocos, a atividade artística de Ronald Duarte se situa fora do que, tradicionalmente, se chama de criação artística, mas se perfaz como ato de resistência, oração, resposta imediata ao que está acontecendo, ao que nos provoca e afeta.

Mestre em História da Arte com habilitação em Linguagens Visuais, pela UFRJ, Rio de Janeiro, RJ.

Suas obras/ações constituem uma inextricável montagem de imaginário e real, de artifícios e espiritualidade. Todas são constituídas pelos elementos da natureza: ar, fogo, água, ferro, pedra, folha, assim como no candomblé, ao qual é ligado, durante muito tempo como aprendiz. Segundo o artista, todos os seus trabalhos são realizados pensando em respiração – tentativa de respirar.

Ronald Duarte afirma “não sou um artista autoral, sou um artista coletivo. E o que gostaria de deixar como recado seria ‘Não se faz nada sozinho'”.

Exposições Coletivas
2005

“Quem faz a fama deita na cama”, com Wagner Barja e 18 artistas, Natal, RN

“Pisando em Ovos”, trabalho coletivo realizado na Esplanada dos Ministérios com 28 artistas locais, FUNARTE, Brasília, DF

2003

“Lusco Fusco risco de vida”, Figura 5. Coletiva Rio Comprido, Rio de Janeiro, RJ

2002

“Balaio de gatos”, Espaço Bananeiras

1997

“LINGUAGENS VISUAIS”, Galeria Alternativa e Sala Macunaíma. FUNARTE, Rio de Janeiro, RJ

Exposições Individuais
2014

“Espaço Sagrado”, Curva do S, Alto da Boa Vista, Rio de Janeiro, RJ
“Chuva de Prata”, SESI – Duque de Caxias, RJ
“Matadouro/Boiada de Ouro”, NBK – Neuen Berliner Kunstverein, Berlim, Alemanha

2013

“Mar de Amor”, Projeto Alalaô, Arpoador, Rio de Janeiro, RJ
“Nimbo Oxalá”, Arte Rio, Cais do Porto, Rio de Janeiro, RJ
“A obra”, com o Grupo Inominável, Teatro Gláucio Gil, Rio de Janeiro, RJ
“Nimbo Oxalá”, Desafios Contemporâneos, FUNARTE, Maceió, AL
“Parafinos”, Exposição individual na Galeria Progetti, Rio de Janeiro, RJ
“Nimbo Oxalá”, Rocinha, Biblioteca Parque do Estado do Rio de Janeiro, RJ

2012

“Brilho da Cidade”, Oi Futuro, Trans-performance, Rio de Janeiro, RJ
“Matadouro / Boiada”, Feira Art Rio, Galeria Progetti, Rio de Janeiro, RJ
“Acorda Portugal… Vamos Partir!!!”, Fábrica ASA, Projeto On Off, Guimarães, Portugal
“Olhos de Lince”, ABCA Rio, Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro, RJ
“Nimbo//Oxalá”, 47º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, Recife, PE

2011

“Peito de Aço”, Prêmio Secretaria de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, RJ
“Nimbo//Oxalá Ogum”, Art Basel, Miami, EUA
“Nimbo//Oxalá Oxum”, Europália, Bélgica
“O Brilho dos Olhos”, 4ª Bienal de Porto Santo, Portugal
“Traçantes” – “Jogos de Guerra”, Caixa Econômica Federal, Rio de Janeiro, RJ
“Nimbo //Oxalá Xangô” e “Peito de Aço”, A B E R T O Brasília, CCBB Brasília, DF
“Nimbo//Oxalá”, OK Höhen Rausch.2 “Einladung Zur Eröffnung”, Aústria
“Nimbo//Oxalá – ARA BABA ARA EJÁ Ô – DOÍA!!!!”, Gentil Carioca, Rio de Janeiro, RJ
“Choque de Monstro”, Festival Performance Arte Brasil, Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, RJ
“Estrela de Luz”, Voces Diferenciales, Havana, Cuba

2010

“Nimbo//Oxalá”, 29ª Bienal de São Paulo, SP (Artista convidado)
“AFRO-MODERN”, Centro Galego de Arte Contemporânea, Santiago de Compostela, Espanha
Fórum Social Urbano Mundial, Cais do porto, Rio de Janeiro, RJ
“AFRO-MODERN”, Tate Galery, Liverpool, RU

2009

Museu Het Domain, Sittard, Holanda
“Nimbo//Oxalá”, 2ª Bienal do Fim do Mundo, Ushuaia, Patagônia, Argentina
“Nimbo//Oxalá”, 10ª Bienal de Havana, Cuba

2008

“Fumacê do Descarrego”, Teia, Brasília, DF
“Caixinha de Surpresas”, Corpocidade, Salvador, BA
“NOVA ARTE NOVA”, CCBB Rio de Janeiro, RJ e CCBB São Paulo, SP
“Alvo Fácil”, Jardim do Museu de Serralves, Porto, Portugal
Bolsa Ibere Camargo,” Maus Hábitos”, Porto , Portugal
“Morro da Conceição¬”, Paço Imperial, Rio de Janeiro, RJ
“Imediações”,¬ Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro, RJ
Festival de Inverno da Serra, SESC RJ
“Fumacê do Descarrego”, Arte em Circulação, Curitiba, PR
“Conexões Visuais Funarte”, DenCidad, Natal, RN
“Conexões Visuais Funarte”, Polígono Móvel Flutuante, Paraná do Coró-coró, AM

2007

“Funk da Corôa”, “O Museu como lugar”,¬Museu Imperial, Petrópolis, RJ
“Nota Preta”, Interferência urbana e grafite com o grupo Apocalipse Crew. ECO /UFRJ, Rio de Janeiro, RJ

2006

“Nimbo//Oxalá” ¬ Museu Afro Brasil, Ibirapuera, São Paulo, SP
“Homenagem a Lygia Pape”, Fórum Cultural Mundial com o grupo Apocalipse Crew, Rio de Janeiro, RJ
“10 anos de Linguagens Visuais”, Centro de Artes Helio Oiticica, Rio de Janeiro, RJ
“Jardim das Delícias”, Museu da República, Rio de Janeiro, RJ
“Tatuagens urbanas”, Rede Nacional de Artes Visuais, Nova Iguaçu, RJ
“Homenagem a Duchamp”, Muro do Consulado Geral da França com o grupo Apocalipse Crew, ¬RJ
“Treme terra Terra treme”, com Aderbal Ashogum e Cia Omo Aro III, Semana Cultural em Santa Teresa, Rio de Janeiro, RJ
“Lavanderia”, Performance realizada nos pilotis do Palácio Gustavo Capanema, Funarte, Rio de Janeiro, RJ

2005

“locais”, Rede Nacional de Artes Visuais, Funarte
“Paris Nuit Blanche”, ano do Brasil na França, Art kanal ¬Saint Dennis, Paris, Fraça
“Festa de São João – Homenagem a Guignard”, MAC Niterói, interferência urbana, Niterói, RJ

2004

“O Brilho dos Olhos”, Mil Flores, Tubarão, Oficina de arte publica, SPA das Artes MAMAM, Recife, PE
“Nimbo Oxalá”, Abertura Projéteis de Arte Contemporânea, Rio de Janeiro, RJ
“A Tal Lata”, Imaginário Periférico, Praça Pau Grande, Magé, RJ
“A língua”, Espaço Orquestra Galaxi, Rio de Janeiro, RJ
Cep 20000, Rio de janeiro, RJ

2003

“Traçantes”, Alfândega, Cais do Porto, Rio de Janeiro, RJ
1º Festival de Mídia Tática, com Radial, Casa das Rosas, São Paulo, SP
International Festival of Tactical Media, Amsterdam, Holanda
Documentary Fortnight, com Atrocidades Maravilhosas, MOMA, Nova Iorque, EUA
Mostra de vídeos Ersatzökonomien uno Städtshe Bewegungem, Berlim, Alemanha

2002

“Fogo Cruzado”, Interferências Urbanas, Santa Teresa, Rio de Janeiro, RJ
“Imaginário Periférico” SESC Nova Iguaçu, São João de Meriti e Madureira, RJ
“Caminhos do Contemporâneo – 1952/2002”, Paço Imperial, Rio de Janeiro, RJ, com o grupo Atrocidades Maravilhosas
Resistência//RRadial – Odeon BR. Criação do Grupo RRadial, organização, curadoria e participação
“A Sangue Frio”, Açúcar invertido, Funarte, Rio de Janeiro, RJ
“Plástico”, Espaço Dick Vigarista, Magé, RJ

2001

“O Q. ROLA VC. V.”, Interferências Urbanas
“Uma década de arte contemporânea”, IBEU Copacabana, Rio de Janeiro, RJ
“Panorama da Arte Brasileira”, Cine Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP
Espaço Cultural Sérgio Porto, Rioarte, Rio de Janeiro, RJ
Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, RJ
“Arte da Reciclagem”, Recicloteca / Ecomarapendi, Marapendi, RJ

2000

“CHECK IN”, Galeria Caldeira, Porto, Portugal
“Atrocidades Maravilhosas”, Fundição Progresso, Rio de Janeiro, RJ

1999

Galeria de Arte IBEU, Madureira, Rio de Janeiro, RJ
Galeria de Arte IBEU, Copacabana, Rio de Janeiro,¬ RJ
Galeria do Poste, Gragoatá, Niterói, RJ

1998

“UBIQUITÁ in SCATOLA”, Casa Degli Artisti, Milão, Itália
“Ubiqüidade”, Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro, RJ
“INTERFACE 9?, Teatro Carlos Gomes, Rio de Janeiro, RJ
1998 – 4º Brahma Reciclarte, Memorial da Cidade de Curitiba, PR
“Materialidade Situs”, Instalação apresentada no hall do prédio da Reitoria da UFRJ para dissertação do Mestrado em História da Arte e Linguagens Visuais EBA/UFRJ, Rio de Janeiro, RJ

Prêmios
2008

Bolsa Iberê Camargo

2006

Prêmio Marcantonio Vilaça  FUNARTE

2002

Prêmio Faperj /Uniarte