08 Nov - 10 Dez2005
Eduardo Sued
Eduardo Sued

São inconfundíveis os seus roxos e seus vermelhos e as inesperadas combinações de cores. Uma das marcas de sua longa carreira de mais de 50 anos é uma busca permanente de renovação em seu trabalho, o que se traduz em audaciosas experimentações que a cada momento surpreendem  aos que acompanham a sua trajetória . A partir dos anos 90, as pinceladas tornam-se aparentes, espessas e brilhantes substituindo as superfícies lisas da tela; em seguida passa a incorporar elementos como ripas de madeira ou criar fendas, o que tornou as telas quase escultóricas, questionando deste modo a bidimensionalidade da pintura. Ao longo deste processo, chega ao seu trabalho atual:  blocos de madeira pintados, de  espessuras e de tamanhos diferentes, que combinados compõe obras que poderiam ser chamadas de “pinturas-objeto”.

Para a mostra na galeria, Sued produziu um catálogo com projeto gráfico da designer Rara Dias, com texto  de autoria da crítica de arte Lígia Canongia.


Baixar pdf