20 Mai - 10 Jun2003
Marco Veloso
Rápidos Olhos Lentos

Os arranjos em série, sempre compostos por dezesseis desenhos, têm ainda por função provocar a descentralização do olhar, que é lançado à deriva, sem ponto privilegiado na hierarquia focal. Sem possibilidade de abarcar a gestalt do conjunto, e portanto na contramão da serialidade pop ou minimalista, e sem chance de deter-se numa só imagem, o olhar do espectador torna-se potencialmente transitivo, relutante na escolha de seu repouso. A simultaneidade e a sincronia das imagens produzem, enfim, um jogo indeciso entre a unidade e o conjunto, tornando nebuloso o próprio “objeto”da obra.