03 Abr - 05 Mai2007
Vitrais do Coração

Interatividade e reflexão. Movido por esses conceitos, o artista propôs aos visitantes da exposição a inusitada experiência de conectar suas duas mãos através de dois dedos e, sem separá-las, descobrir os diversos movimentos que podem fazer. A primeira impressão geralmente é de estranheza. Parece que ao unir suas mãos, a pessoa não tem mais como mudar de posição, porém, após algum tempo, o visitante vai descobrindo os variados movimentos possíveis. Segundo o autor, é uma metáfora para a vida, um convite para as pessoas entrarem em um mundo oculto atrás de uma porta, uma porta que está em suas mãos.