Marcos Bonisson

"Trabalha com fotografia, vídeo e Super 8. É apreciador da ideia do estudo. Tais estudos são livres, fragmentados e não convencionais. Eles possuem relação objetiva, mas também subjetiva com os trabalhos finais. "

Marcos Bonisson (Rio de Janeiro, Brasil, 1978) trabalha com fotografia, vídeo e Super 8. É apreciador da ideia do estudo. Tais estudos são livres, fragmentados e não convencionais. Eles possuem relação objetiva, mas também subjetiva com os trabalhos finais.  

 

O artista é graduado em Letras (UNESA) e pós-graduado em Arte e Cultura (UCAM). Estudou gravura, desenho, cinema e fotografia na EAV - Escola de Artes Visuais do Parque Lage (1977–1981), onde, atualmente, é professor autônomo nos cursos livres de Introdução à Videoarte e Conversações sobre escritos de arte com o Curador Fernando Cocchiarale. Mestre em Ciência da Arte (UFF) e Doutorando em Estudos Contemporâneos das Artes (UFF). 

 

Bonisson participou de três Bienais Internacionais: 27ª Bienal Internacional de São Paulo (2006), 2ª BienalSur (2019) e XXI Bienal Internacional de Arte de Cerveira, Portugal (2020). Além de ter participado em diversas mostras coletivas de Arte no Brasil e no exterior. Os seus três últimos filmes em parceria com o vídeo artista, Khalil Charif, já foram apresentados em mais de noventa festivais internacionais de cinema, ganhando dez diferentes prêmios na categoria de melhor curta experimental. 

 

Bonisson publicou os livros Arpoador (Editora Nau, 2011), Pulsar (Editora Binóculo, MAM, 2013) e ZIGZAG (Editora Bazar do Tempo, 2017). Suas mais recentes exposições individuais foram no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro em 2013, na Maison Européenne de la Photographie (MEP-Paris) em 2015, e na Galeria do Parque Lage em 2018, na condição de artista homenageado.