José Damasceno

"Por meio do deslocamento, repetição, acumulação e subtração, ele habilmente reúne as noções de Surrealismo, Arte povera e Minimalismo, abordando em suas obras impermanência, representação, escala, espaço e movimento"

José Damasceno (Rio de Janeiro, Brasil, 1968) cursou 

arquitetura na Faculdade Santa Úrsula e aulas na EAV (Escola de Artes Visuais do Parque Lage). Na década de 90 Damasceno iniciou sua carreira artística e ao longo dos anos desenvolveu um conjunto de obras heterogêneas.

 

Por meio do deslocamento, repetição, acumulação e subtração, ele habilmente reúne as noções de Surrealismo, Arte povera e Minimalismo, abordando em suas obras impermanência, representação, escala, espaço e movimento.

Realizou mostras individuais no Santander Cultural, Porto Alegre, RS (2015); Holborn Library, Londres, Reino Unido; Casa França-Brasil, Rio de Janeiro, RJ (2014); Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofía, Madri, Espanha (2008), entre outros. 

 

Representou o Brasil com Viagem à Lua na Bienal de Veneza em 2007; participou da Bienal de Sydney, Sydney, Austrália (2006); L’Esperienza dell’Arte na Bienal de Veneza, Itália (2005); Bienal do Mercosul, Porto Alegre, RS (2003); e 25ª Bienal de São Paulo, SP (2002), além de exposições coletivas no Phoenix Art Museum, Arizona, EUA (2017); no Museum of Fine Arts, Boston, EUA (2014); Centre Pompidou, Paris, França (2008), entre outras.

A obra do artista integra acervos permanentes ao redor do mundo como Cisneros Fontanals Art Foundation, Miami, EUA; Daros Latinoamerica AG, Zurique, Suíça; Inhotim Centro de Arte Contemporânea, Brumadinho, MG; Museu de Arte Moderna de São Paulo, SP; Museu d’Art Contemporani de Barcelona, Barcelona, Espanha; e Museum of Modern Art, Nova York, EUA.