OUR NEW PLACE

Derlon

"Fortemente influenciado pela xilogravura e street art, ele funde os dois gêneros ao levar às raízes da arte popular a arte urbana."

 

Derlon (Recife, Pernambuco, 1985) foi fortemente influenciado pela xilogravura e street art. Ele funde os dois gêneros ao levar às raízes da arte popular a arte urbana. Seus trabalhos são repletos de referências ao Brasil, especialmente ao Nordeste. A linguagem do artista privilegia poucas cores contrastantes, evocando a estética da literatura de cordel.

Entre suas principais exposições individuais destacam-se: "A Beleza do Tempo", Galeria Amparo60, 2019; "O Reinado da Lua", Artur Fidalgo galeria, 2018; "Ouro Branco", Artur Fidalgo galeria, 2014; "Reis, Rainhas e Plebeus", Centro Cultural Furnas Eletrobrás RJ, 2012; "O Novo Mundo Livre", Funarte, 2012; "Derlon", Artur Fidalgo galeria, 2011.

 

Participou de coletivas como: "Brazilian Street Art", Horniman Museum, London-UK, 2016; "Villa Ocupada", Nantes-FR, 2015; "Arte Core", MAM (Museu de Arte Moderna), Rio de Janeiro-RJ, 2014; "Mix Max Brazil", Tropenmuseum Junior, Amsterdã-HOL, 2012; "Narrativas em Madeira e Muro – Samico e Derlon", 47º Salão de Artes Plásticas de Pernambuco, Museu do Estado (MEP), Recife-PE, 2008.

A obra do artista também pode ser vista em muros ao redor do mundo: Amsterdam (HOL), Lisboa (PT), Newcastle (UK), e no mural dentro da Embaixada do Brasil em Londres (UK).